quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Tatos e Contatos – Saga da Cultura da Paz e o Atrito com os Ratos [Adão e Erva 136#]

As primeiras ondas são incomparáveis. Um sertanejo que nunca tenha tido a oportunidade de ver o mar, e vê: tremenda imensidão e a onda. O levante – o movimento – eterno – o esvaziamento e as cheias de marés – o formato – a viagem de dropar mesmo que sem prancha. A multidão e o respeito envolvido nos perigos de se encarar as ondas. O oceano inteiro de ideias e a tentativa cada vez mais prazerosa de pescar não peixes, mas papos.

 

Não é difícil lembrar a primeira onda. Nem tão difícil lembrar o primeiro ano novo com sequência de pular sete ondas da sorte – deu sorte. Difícil lembrar quando foi o primeiro vislumbre com cada um dos seus melhores amigos. Ou ainda mais do que isso, então: saber exatamente como descobriu que seus maiores companheiros de ondas se revelaram para você. Afinal de contas, ninguém sai por aí dizendo isso, aos quatro cantos, que curte mesmo brisas longas.

 

É preciso exercitar a memória. Só ela é capaz de gravar e alimentar nossos sentimentos. Não se deve banalizar o início, nem o meio, muito menos o fim. O vai e vem da vida permite muita diversa, mas também diversos afogamentos. A correnteza dessa onda leva o tempo, corre 4:20 atrás de 4:20 e amigos são salva-vidas. Ou vai dizer que eles não salvam?

 

A onda mais marcante da vida de Adão foi quando pitou o cachimbo de sua tia Ondina. Mulata, moradora de Olinda. Era proibido, por isso muito mais gostoso. Mas naquele dia ele pensou o que iria lhe mover o resto da vida: porque demonizaram minha tia? Ela é boa. Eu sou bom.

 

A maldade nunca bateu na porta de tia Olinda, mas quantos de seus primos não tinham na cara a marca da mão do policial? É porrada. Reação natural da guarda. É necessário exercitar a memória para saber o quanto a caretice é mais malévola do que o universo lúdico da onda verde.

 

Estranho ou clichê pregar ao próximo paz e amor? Papo de doidão lutar por menos desigualdade. Papo de doidão lembrar seus laços afetivos durante a madrugada. Papo de doidão qualquer que não seja o trabalho ou o trivial. Estigmatizar o meu mundo foi pouco, porque a história da arte mostra que os que mais sofrem são também os que mais criam. Criai, povo de Jah. Pois surfar é mais que um esporte, sabem os surfistas. Sem ser sufista e sim dando beijos na filosofia.

 

A cabeça no caos do caixote – visto de dentro. Não traumatiza o poder da onda. A lembrança do longe não é a memória recente, agora ausente, mas guardada para sempre. Enraizada na árvore da vida, segue nossa cultura. Desde Adão e Erva.

13 comentários:

  1. Caralho, resumiu tudo !!!

    Ótimo texto.

    ResponderExcluir
  2. "Estranho ou clichê pregar ao próximo paz e amor? Papo de doidão lutar por menos desigualdade. Papo de doidão lembrar seus laços afetivos durante a madrugada. Papo de doidão qualquer que não seja o trabalho ou o trivial."
    a maior realidade, enquanto pensarem assim... :

    ResponderExcluir
  3. Ótimo texto *-*
    Descreve tudo.

    ResponderExcluir
  4. Belo texto, muitas ondas!
    Falando em onda, mal dava pra esperar o final de semana chegar, o verde já ta em mãos, amanhã to partindo em direção as ondas tanto verde quanto azuis esverdeadas do mar. 3 dias de surf, 3 dias de tranquilidade, contato intenso e paz!

    ResponderExcluir
  5. Lindo, sensacional.

    Falou tudo.

    "Ou ainda mais do que isso, então: saber exatamente como descobriu que seus maiores companheiros de ondas se revelaram para você. Afinal de contas, ninguém sai por aí dizendo isso, aos quatro cantos, que curte mesmo brisas longas."

    A mais pura verdade, como nos identificamos com aqueles que ficam na mesma sintonia da onda.

    "Papo de doidão lembrar seus laços afetivos durante a madrugada."

    Foda. Só pra quem sabe dropar sem prancha, entende o que é uma madrugada na presença daqueles que tem a mesma sintonia, que pegam a mesma onda.

    De novo. Isso é lindo.

    Parabéns para quem escreveu e para o Hempadão.

    ResponderExcluir
  6. sensacional esse texto

    ResponderExcluir
  7. pura poesia ,texto de parabéns adão !

    ResponderExcluir
  8. pura poesia ,texto de parabéns adão !

    ResponderExcluir
  9. pura poesia ,texto de parabéns adão !

    ResponderExcluir
  10. pura poesia ,texto de parabéns adão !

    ResponderExcluir