sábado, 14 de janeiro de 2012

Maconheiros x Policiais em Debate! [Torrando com Tomazine 150#]

O vlog desta semana começa em clima de protesto pelo fechamento da conta da Hempada no Youtube. Mais do que nunca precisamos da ajuda dos leitores com a inscrição no noval canal e na disseminação dos vídeos para recuperar as visualizações perdidas.

 

Nesta semana nosso amigo Thiago Tomazine fala do eterno conflito entre maconheiros e policiais. Quer aprender sobre a história da PM e pegar uma dicas para evitar o pior na hora da dura? Então mete o dedo no play!

 

15 comentários:

  1. Falo muita coisa veio ! #Legalizaçao

    ResponderExcluir
  2. budzinho miado porra...

    ResponderExcluir
  3. http://www.youtube.com/watch?v=KvGBq7Gmhcs&feature=fvwrel

    ResponderExcluir
  4. excluiram o canal pq é a ditadura dos politicos burros!!!!

    ResponderExcluir
  5. Livro Uma breve história da polícia no Brasil. Criticas a militarização.

    Uma breve história da polícia no Brasil, apresenta um sucinto panorama histórico do aparato de coerção pública no Brasil desde os tempos coloniais até o final da ditadura militar. Seu principal objetivo é demonstrar que contraditoriamente ao que se espera da função policial, atividade eminentemente civil; as ações ostensivas de segurança em nosso país seguem a lógica militar de organização, em instituições muito parecidas com exércitos regionais, privilegiando o adestramento do servidor uniformizado, formando combatentes ao invés de servidores aptos ao contato direto com a comunidade. Diversas contradições relacionadas a origem social dos responsáveis pela aplicação da lei e a forte raiz oligárquica das instituições são pontuadas em todo o estudo.

    Em apenas três capítulos você conhecerá as raízes da atividade policial no Brasil, desde os primeiros esforços oficiais da coroa portuguesa em se constituir forças regulares de segurança, focadas principalmente, na resolução de problemas oriundos da sociedade escravista; as reformas oligárquicas de 1831, o processo de militarização no período republicano com a missão militar francesa na Força Pública paulista, a criação da Guarda Civil de São Paulo, as peculiaridades dos modelos civil e militar de policiamento, até a consolidação do modelo policial militarizado criado pelo regime golpista de 1964, ainda em atividade.

    http://clubedeautores.com.br/book/120489--Uma_breve_historia_da_policia_no_Brasil

    ResponderExcluir
  6. Excelente anônimo ! Se for amigo do autor pede pra ele me enviar 1 que eu leio trechos la no vlog! ehehhehe

    ResponderExcluir
  7. Cara, acho que a lei maria da penha, só acontece quando há relação de parentesco, perdoe-me se eu estiver enganado, mas foi meu professor de processual penal que disse. Paz a todos!

    ResponderExcluir
  8. A lei maria da penha se aplica quando a agressão seja ela fisica, psicologica entre outras que não me recordo ocorrem em ambiente domiciliar, ou seja, a empregada domestica tambem pode se "beneficiar" dessa lei.
    Abrs

    ResponderExcluir
  9. Que burro, dá zero pra ele. Não é bananizado, é banalizado... maconheiro e burro é foda.

    ResponderExcluir
  10. Muito bom, em pleno 2012 a mente positivista ainda permanece nesse ideologia nojenta da polícia militar, na qual os direitos humanos são apagados, indo mais longe a condição ser humano é apagada em ambos os lados de um lado a pm com máquina produtora de violência e de outro nós alvo da violência policial e consequentemente reflexo de uma ideologia banal e tratamento desumano.

    ResponderExcluir
  11. Boa Tarde pessoal, sou novo aki no pedaço e pretendo estar sempre aki lendo as postagens e comentando no que meu couber.. Hemp Sempre ...

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Pessoal; o fato de consumir maconha não é crime, é contravenção penal ou seja não pode ser atribuído como crime, mais sim como conduta reprovada na sociedade e de baixo clamor ofensivo, o usuário hj não pode mais ser qualificado como criminoso mais sim como vítima do mercado ilícito de drogas e entorpecentes, o máximo que ocorrerá será a lavratura de um TCO "Terno Circunstânciado de Ocorrência" o antigo BO, e o confisco do seu fumo, rsrsrs foda demais, eu sei rsrsrs, porém a quantidade encontrada no momento da abordagem é discricionária em relação a forma como é encontrada, endola, ou torcida pronta pro Catch a fire..., uma quantidade pequena pode ser legitimado como tráfico, se for comprovado haminus de mercancia entre os indivíduos abordados com a digna substância. Todavia, algumas das dicas dada pelo nobre colega e legionário da causa são validas, porém se vc é menor e for pego consumindo hemp, saiba que infelizmente, quase sempre sofrerá abuso de autoridade e quase sempre a conduta tomada pelos representantes legais do Estado são piores que a conduta que o Estado reprova.
    OBS.: Não só os menores....
    Como muito bem dito pelo amigo Tomazine, Os Policiais estão apenas cumprindo seu papel, sua função, muita das vezes despreparados para uma abordagens ou mesmo falta de uma capacitação profissional adequada. A maneira mais correta de abordar este assunto na busca real de uma postura democraticamente na primazia do Estado Democrático de Direito é a quebra do tabu sobre o uso de substância ilícitas e instaurar um debate livre de crendices, embasado em preceitos científicos dentro do cenário politico de nosso País, de onde emana as leis... O Assunto é forte e está a destempo acumulando poeira nos porões do senado federal, do legislativo, do plenário, rsrsrs, debates democráticos com assuntos desta égide são o que dão impulso para uma sociedade mais atuante dentro da política nacional. Assuntos que estão ligados diretamente com o uso e costumes da população não podem ficar "A" de eterno subjugado a inteligência de nossos governantes, a espera da boa vontade de agir a respeito. Já está passando da hora de repensar a conduta arcaica que o Estado veem tomando em relações a situações contemporâneas e atualmente em foco, será q não é o momento certo de mudar o time que já não vence a muito tempo, a conduta de forte repressão antes de pensar a muito já denota um fracasso total e uma anarquia instaurada em face do que presa o Estatal.
    Governantes deste País, já passou da hora de parar e ver que a repressão arbitrária não leva a nada e só gera mais e mais violência.

    ResponderExcluir
  14. ahuhuahuahu mandei um b.Ong aqui pro hempada, dependendo do policial, papo de amigo, nem tente debater ou é tapa nacara e bicuda na perna.

    ResponderExcluir
  15. Estamos juntos pela legalização até o fim...

    ResponderExcluir