terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Posso interferir na Produção de THC e CBD da Planta? [Cultivo Vital Ed. #155]

por Sergio Vidal

 

Hoje temos uma pergunta que não é necessariamente uma dúvida de cultivo. O leitor questionou se é possível controlar os níveis de THC e CBD produzidos pelas flores e também qual a ação dessas substâncias no organismo humano.

 

“Boa tarde! Gostaria de saber se é possível controlar o nível do THC e CBD nos buds e como ambos funcionam no organismo. Li que o CBD ajuda a diminuir a ansiedade enquanto o THC aumenta, é verdade? Desde já, obrigado"

 

Sobre as propriedades medicinais do THC, prefiro indicar boas fontes de consulta científica. Não sou especialista na parte medicinal da planta, muito menos na ação de cada componente da cannabis no organismo humano. Para todas as dúvidas relacionadas com esse tema indico uma pesquisa no Google Scholar, que é o indexador do Google para publicações científicas. Uso sempre as expressões “Cannabis THC CBD”; “Cannabis Medicinal”

 

 

O que posso falar para ajudar a responder parte da dúvida ao menos é a respeito de como o cultivo influencia ou não na produção desses canabinóis. Já são mais de 9 sabidamente psicoativos, dentre mais de 60 que são produzidas na natureza exclusivamente pela cannabis. O que se sabe é que THC e CBD são os mais ativos, inclusive, psicoativos. A personalidade da “viagem” seria, portanto, determinada pela interação entre THC e CBD e todos os demais psicoativos, inclusive os que ainda não conhecemos. Cada forma de consumo de cannabis proporciona um efeito justamente por interferir na forma como esses canabinóis interagem.

 

Cada planta de cannabis contém propriedades únicas, singulares. Essas propriedades são formadas pela carga genética da planta, mas também pelas características do ambiente, incluindo os cuidados com o cultivo. A proporção de cada princípio ativo encontrado em 1 grama de resina, por exemplo, é algo determinado pela carga genética. Mas a quantidade de resina que uma planta vai produzir é uma característica muito influenciada pelo ambiente no qual a planta cresce e os cuidados com o cultivo.

 

A proporção de THC e CBD variam muito de acordo com a linhagem da planta. É importante pesquisar bastante para saber quais princípios ativos são mais adequados para o tratamento da sua enfermidade. Esse fator influencia diretamente na qualidade do tratamento com a planta.

 

Durante muitos anos o mercado de cannabis para uso recreativo procurou fazer seleção de plantas com maior teor de THC em relação ao CBD, devido ao fato dos efeitos euforizantes do THC serem mais valorizados nesse mercado do que os efeitos do CBD. Hoje em dia já existem diversas pesquisas mostrando os grandes potenciais medicinais do CBD. Isso tem levado ao maior interesse do mercado de criadores de variedades por linhagens ricas em CBD. Hoje em dia o mercado de sementes de cannabis tem se concentrado não apenas em desenvolver variedades ricas na proporção de CBD ou THC, mas principalmente diferentes aromas, sabores e formas que possam seduzir os compradores.

 

Fico aguardando as mensagens de vocês. Mandem para cultivo@hempadao.com

 

Até semana que vem! Grande abraço!

Leia os textos do #CultivoVital das outras semanas!

11 comentários:

  1. CBD não é psicoativo.

    ResponderExcluir
  2. pode cre... é um canabinóide

    ResponderExcluir
  3. Cara, vc não respondeu. =/
    Eu particularmente sou contra estressar a planta, que é a forma mais utilizada para aumentar a produção de resina. O negocio, para ter muita resina, é cuidar bem; principalmente na hora da curagem e do vegetativo. É claro que é fundamental conhecer a espécia cultivada e respeitar o fotoperiodo natural rigidamente.

    ResponderExcluir
  4. Po... não curti o post, a pergunta não foi respondida :(

    ResponderExcluir
  5. ele disse q ia responder pelo menos uma parte...e disse q a concentracao desses canabinoides na resina e pela genetica e nao pelo ambiente....so q pelo ambiente da pra produzir mais resina.

    ResponderExcluir
  6. Amigo não se iluda procurando aumentar a resina, e sim gaste seu tempo procurando uma genética da potência que te agrade.
    Eu por exemplo dediquei meu tempo a procura do verdadeiro Aroma e com potência razoável para forte (porque razoável pra nóis tem q ser fortee rs. Por que até mesmos nós nao temos como saber a quantidade de cada substancia e sim saber qual nos agrada mais. Mesmo que voce compre uma semente com os niveis registrados de um banco de semente conhecido, voce nunca vai saber se alcançou aqueles niveis registrados. São muitas variáveis que envolve o ciclo da formação da resina, o melhor é dedicar as meninas (nome carinhoso dado as plantas aqui no ES, que são todas femeas rsrs) com Amor e Carinho, assim ela vai te proporcionar belas flores melequentas e gordurosas...
    Com isso você nao estressa a planta para alcançar aumento da resina e nem perde tempo com isso, porque uma vez selecionada a sua Madre (planta mãe ) esquece dor de cabeça se vai vim forte ou nao e fica degustanto o melhor pito até enjoar heheheh ... ae começa um novo ciclo atras de uma nova linhagem.

    Ass: Banana Bubble Gun Capixaba.

    Grande abraço e parabéns ao Vidal, nós nos encontramos no UP#11.

    ResponderExcluir
  7. Galera vamos estudar mais sobre a cultivo, é muito difícil entender a resposta do Vidal sem ter nenhum conhecimento.
    Muito bom o post do amigo aqui em cima.

    ResponderExcluir
  8. como sempre....so enrrolou o cara!

    ResponderExcluir
  9. Fala Vidal, embora a maior influencia na produção de canabinoides numa planta certamente seja a genetica da mesma, existem algumas formas de você influenciar na produção de THC da planta sim.

    Uma delas é você diminuir as horas de incidencia direta de luz durante as ultimas semanas da floração. De forma que na ultima semana você dê a planta apenas 10 horas de luz diariamente.
    A ideia com isso é fazer com que a planta ative mecanismos de defesa contra o tempo mais dificil (chuvoso, umido e frio) que a chegada do inverno traz. Justamente a produção de resina, que é o que vai proteger a planta e seus frutos contra mofo e outros problemas causados pela mudança climática...

    Tem também o uso de lampadas em spectrums bem elevados de luz, o que também estimula a produção de THC nas plantas. Um grande adventista dessa tecnica (utilizar metal halide no final da flora) é o Ed Rosenthal mesmo.

    E por ultimo mas não menos importante, existe a condição de cura, que vai influenciar diretamente os efeitos do uso de uma medicina, pois a oxidação natural do THC vai acabar em CBD que na verdade funciona como um antidoto dos efeitos psicoativos do THC. Eu escrevi um textinho sobre colheita, que fala um pouco sobre isso, confere ae:

    http://telecurso420.org/blog/?p=46

    peace out! abç do Planta!

    ResponderExcluir
  10. Olá alguém me ajuda.. Plantei colhi curei mas esta fraco o thc e agora..

    ResponderExcluir