domingo, 8 de abril de 2012

Guerra às Drogas em Debate na Cúpula das Américas! [WeedNews #163]

Finalmente chegou a hora de um debate político continental para discutir a política de drogas. Depois de muitas negativas o governo norte-americano aceitou discutir o assunto na Cúpula das Américas, que acontecerá em Cartagena, na Colômbia, nos dias 14 e 15 de abril. Com a razão do nosso lado, este encontro pode ser o primeiro passo para uma mudança concreta.

 

Ainda que o Império Ianque esteja em crise seria politicamente fraca qualquer discussão sem a participação do grande patrono da guerra às drogas e, ao mesmo tempo, o maior mercado consumidor destas mesmas substâncias tão combatidas.

 

Na reunião da Cúpula das Américas serão analisados as diferentes modelos de política de drogas, desde a descriminalização até o fortalecimento do modelo repressivo. "Só analisando todos os cenários se pode observar qual é a melhor proposta", afirmou o presidente colombiano Juan Manuel Santos.

 

A participação popular neste debate tão importante pode ser feita pela petição lançada pelo Avaaz pedindo o fim da guerra às drogas e adoção de uma política mais racional, baseada na descriminalização com foco na saúde pública e campanhas educativas para o consumo consciente. Clique AQUI para assinar.

 

Um livro para ser queimado!

 

O outro destaque do noticiário canábico desta semana é o livro lançado pelo Snoop Dogg. Simplesmente uma publicação com as letras do rapper que serão queimadas pelos fãs! Isso porque as páginas são feitas em papel de seda, a capa é de cânhamo e a lateral possui uma lixa daquelas utilizadas para acender o palito de fósforo. É só abrir e tacar fogo!

 

O lançamento oficial do Rolling Words será feito no dia 13 de abril no Coachella Festival.

9 comentários:

  1. aquela primeira petição no avaaz já tinha milhares d assinaturas, agora essa outra é nova ainda, estranho, pode ser jogada do sistema. POr que sumiram com a outra e começaram d novo?
    O sistema é capaz de nos estar fazendo d idiotas criando uma espectativa q talves seja só pra nos distrair.

    ResponderExcluir
  2. "Ainda que o Império Ianque esteja em crise seria politicamente fraca qualquer discursão sem a participação do grande patrono da guerra às drogas e..."

    o certo eh DISCUSSAO (com acento)

    ResponderExcluir
  3. Calcule o quanto se investe na repressão (historicamente fracassada) da cannabis:
    Folha de Pagamento das PMs, PCs e PF + armas leves e pesadas (com capacidade de grandes estragos para inocentes!) + equipamentos policiais como veículos, coletes à prova de balas, etc. + combustível, incluindo os altos gastos com aviões, helicópteros, lanchas com super motores + laboratorios especializados e seus funcionários + gastos com comunicação + inúmeras viagens à serviço ref. polícia!!!
    Conseguiu calcular?
    Pois é, somos nós, cidadãos comuns, pagadores de impostos que bancamos essa gastança sem fim e sem resultados.
    Com certeza essa fortuna poderia ser investida em segurança, saúde e educação, isso sim o povo necessita.

    ResponderExcluir
  4. Também é bom lembrar que existem departamentos das policias que são específicos para os combates anti drogas. Então, qual é a lógica de dispor todos os policiais existentes para perder tempo procurando, abordando, reprimindo o usuário? Será que não seria mais inteligente todos os policiais focarem sua atenção na prevenção de homicídios, roubos seguidos de morte do que perder muito tempo reprimindo usuários? Aliás a população começou a perceber que é mais fácil e seguro um PM abordar um usuário (que não anda nunca armado, nem oferece perigo) e mostrar serviço para seu superior sem se expor correndo atrás de assassinos e ladrões. A população está exigindo seu direito à segurança, queremos ir e vir sem medo de morrer num assalto no meio do caminho!

    ResponderExcluir
  5. Suricate_Vinicius9 de abril de 2012 21:18

    Caralho, recomendo ler os dois comentários desse anônimo aqui em cima.

    Faça minha as suas palavras, irmão de Jah.
    Você disse tudo.

    Saudações!

    ResponderExcluir
  6. será que eles se preocupam com as mortes ou com o prejuizo?
    Creio q as mortes não incomodam o sistema , pois é o q eles querem, porem com menos custo.

    ResponderExcluir
  7. Legalizar drogas agravaria violência na América Latina, diz Obama

    O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse neste sábado na Cúpula das Américas, na Colômbia, que legalizar as drogas não é o caminho para combater os estragos causados pelo narcotráfico na América Latina e no Caribe.

    O presidente dos EUA, Barack Obama, disse neste sábado (14) que é favorável a debater "alternativas" à atual política antidrogas na América Latina, mas reiterou sua posição contrária à legalização.

    -> Líderes das Américas decidem 'explorar novos enfoques' contra as drogas <- por que insistem em continuar qualquer coisa sera fail independente se estiverem matando ou torturando, um viciado em crack se ele quiser deixar não é facil, mas se baseando em mim vou fumar maconha até a morte, independente se declararem morte aos maconheiros ou se legalizarem a maconha, sem ela eu não estaria aqui, pois me ajudou muito em boa parte da minha vida, sem ela eu não seria quem eu sou

    Legalize!

    ResponderExcluir
  8. Eu moro na Italia e aqui com certeza as coisas estao melhor que ai no brasil, mesmo a Italia sendo junto com Espanha consideradas as naçoes que mais usam drogas na europa, em uma pesquisa de 2011, 80,3% dos jovens de 14 a 30 anos ja fumaram maconha, em Milao que é uma cidade de 1,330.000 de habitantes, mais que circulamam em media de 2.500.000 de pessoas por dia, nos ultimos anos acontecem em media de 20 assassinatos por ano, coisa que é normal em uma populaçao de 20.000 hab. no brasil. Ai voce ve que problema da violencia nao esta e nunca esteve nas drogas, o problemas esta na cultura, segurança publica, educaçao, seria hora de pegar alguns impostos dessa erva que nunca matou ninguem + o dinheiro investido nessa guerra contra ela, para por onde precisa, nao acham? Em 2009 nos EUA, tinha 69.700.000 de fumantes, desses morreram 440.000, 0,63% dos fumantes. Usuario de cocaina 1.200.000, desses morreram 2.500, 0,20% dos usuarios de cocaina, Usuario de heroina 399.000, mortes 2.000, 0,5%, (sendo que dessas morte de 50 a 80% dos casos foram por causa da mau qualidade da heroina, misturada com outras substancias toxicas). Sempre no mesmo ano de 2009 nos EUA havia 4.299.000 usuarios de marijuana, mortes 0, porcengem 0%. Morreram tambem 80.000 por alcool + 40.000 em acidentes estradais + 60.000 em acidentes de trabalho. Outra coisa interessante é a respeito da frase "maconha porta de entrada para as drogas pesadas", em 2009 o grupo dos maconheiros éra 175 vezes maior que os da heroina, quer dizer, que mais de 90% dos usuarios de marijuana nunca viu a sombra da heroina, e os outros 9% voce me pergutaria, sao como voce ou eu, pode ou nao ter tido contato com a Heroina.

    ResponderExcluir