quarta-feira, 18 de julho de 2012

Que Isso, Mujica! Vai Desisitir da Legalização? [Aspilão #177]

"Se 60% da população não entende a iniciativa [a legalização da maconha] temos que retirar o projeto, porque isso é uma batalha de uma nação inteira, que não tem a ver com colorados, blancos ou frenteamplistas"

 

José Mujica, presidente do Uruguai

recuando da proposta de legalização da maconha?

18 comentários:

  1. legaliza DILMA vez!

    ResponderExcluir
  2. aii esses que num legaliza a maconha de vez tipo esses politicos aqui no brasil sao um bando de infelizes que num aceita a felicidade do zotro e que nos ferra + eu nem ligo que vo planta eles quereno ou nao. LEGALIZA AI DILMA!!!!

    ResponderExcluir
  3. E que tal conscientizar esses 60% antes e daí legalizar?!?!

    ResponderExcluir
  4. legalizando ou nao, to queimando ate a ultima ponta, fokiuuuuu

    ResponderExcluir
  5. Mais desanimador impossível!

    ResponderExcluir
  6. Isso se chama "influência da ONU".

    ResponderExcluir
  7. Verdade Arthur, não há nenhuma discussão nos veiculos de massa, sempre que tem algo relacionado a maconha na tv eles levam para o lado negativo, reparem as matérias. Começam falando algumas qualidades do uso da cannabis, e no final enchem de medos e mitos, e o povo dorme pensando o pior. A maioria dos jornais passam 70% das matérias que falam de morte, a todo momento é a guerra nas ruas. Reparem que sempre que tem algo relacionado a política ou algo grave que não queiram que o povo pense muito, passam algo feliz, que o povo ame de coraçao, logo para esquecerem de lutar pelos seus direitos.O povo chega cansado do trabalho e abosrve toda essa negatividade com jornais que nunca informam, formam a opinião. E este, cansado, nem reluta. É fácil percebermos os planos da elite, mas não temos forças para forçar as mudanças de leis, se vivemos em uma democracia, é o povo que manda. Dilma, você faz parte de uma das maiores máfias ja existentes no mundo.Prepare-se para sua queda, ela está próxima. A natureza se adapta até em situações extremas, mas sempre buscando o equilibrio, e o homem não seria diferente.

    ResponderExcluir
  8. alguem sabe dos movimentos sociais pró cannabis uruguaios?? o projeto deles já não era dos melhores, estatizando o cultivo, dai a ONU bota uma pressão, a população que já nao era muito de acordo nao busca informaçoes...dai fica dificil, o esquema eh promover marchas, debates, discussoes...o povo nao é "burro" mas infelizmente muitos nao tem acesso ou até mesmo vontade de informação, argumentos nao faltam, viva a legalização!

    ResponderExcluir
  9. CARTA DO LEITOR:

    Estão sufocando as pessoas que querem colocar o mundo para frente em todo o mundo, tá f$%#.
    Não podemos baixar a guarda, continuemos a luta para que as proximas gerações dem cotinuidade, essa está perdida ainda.
    DICA DE PROGRAMA de TV CANNABICO:
    Todas as quartas 00;00 no National geografic natgeo, passa um programa sobre maconha medicinal, ontem assisti sobre uma cidade do colorado, vejam só o programa mostrou uma votação sobre o fechamento das lojas de maconha madicinal, e é totalmente imparcial, uma equipe acompanhava os republicanos da cidade, outros os growers legalizados.
    Final da historia os growers perderam, por 2,40%, ou seja, quem eram os proibicionistas, os mais velhos da cidade,e o conrvador disse qe eles enfrentam um "gigante golias", ou seja:
    Tá ficando cada dia pior para o proibicionismo mndial para mante-lo, nas proximas gerações eles quebram, desde de que, nós não desanimamos agora.
    Enfim essa geração ainda tá perdida, tirando o Brasil (politicos), o mundo não tá andando pra trás não nem o Uruguai que tá sobre pressão, terá que recoar hoje sim, porém a espectativa em 30 % da nação ficará a crescerá, ao contrario do proibicionismo, que mesmo com todo seu poder, não consegue mais enganar tanta gente.

    ResponderExcluir
  10. Hipocrisiaaa !!!
    se 60% é contra, desculpa o termo, mas QUE SE FODA! estamos cansado de brigar pelos nossos direitos!! tenho certeza de que nao é 100% da população que consome bebida alcoolica ( mas é legal ). tenho certeza de que 100% da população nao fuma cigarro ( mas é LEGAL )
    e nossa erva, que nasceu da terra, querem proibir???
    Estão proibindo a população de pensar !!!
    CADA UM NA SUA !

    ResponderExcluir
  11. Democracia: ditadura da maioria.

    ResponderExcluir
  12. É, o representante da ONU conseguiu mudar a cabeça do presidente.

    Foi por pouco, estamos mais perto do que nunca !

    ResponderExcluir
  13. ante democratico... CHEGA BRASIL nao tem precisão disso, vamo combater o crime com a paz!! LEIS POLITICA sao feitas pra proprios benefecia-los e sair um tal demóstenes da vida, corrupção tbm eh violência. LEGALIZA!

    ResponderExcluir
  14. Isso é como a maioria que é hetero decidir o destino dos que são homosexuais, ou seja, eu sou hetero desde que nasci, que conhecimento de causa tenho eu para saber mais que eles.
    Como essa porcaria da lei antifumo de São Paulo que é criada pelos não fumantes, caras têm sorte que os fumantes por terem seus direitos constitucionais se tornaram mais frouxos.
    Em fim quem entende de maconha é a nação cannabica, tem gente que não sabe a diferença entre maconha e drogas, e vem querer decidir por mim

    ResponderExcluir
  15. Papo furado isso ai, é pressão daquele que se intitula xefire do mundo, presciso dizer o nome desse pais?????
    Até porque desses 60%, metade são maconheiros que estão no armario, não tem coragem de assumir oupor que se iporta com preconceitos dos outros ou por questões comerciais.

    ResponderExcluir
  16. FALADOR PASSA MAL !!! cagão!!!

    ResponderExcluir
  17. muito além de qualquer número, existe uma minoria que está sendo oprimida por uma conduta individual, propria da liberdade humana. A democracia, pensada desta maneira, não passa da ditadura do mais forte.
    é preciso respeito e que o estado assuma a posição da qual não pode se afastar, que é tomar as rédeas da situação problema (tráfico, homicídios, prisões, abuso de autoridade e todo o quadro social deletério) atual das drogas, organizando sua produção e distribuição, ou ainda, dando condições para que instituições civis e comerciais posssam fazê-lo.
    Respeito, liberdade, qualidade!

    ResponderExcluir