segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Sem Espaço para o Diálogo! [CaosInCasa #187]

O primeiro enquadro da vida do amigo leitor ocorreu nos tempos de colégio. Graças à boca pequena de alguns colegas de classe o diretor ficou sabendo que tinha um "aluno maconheiro", e convocou os pais do garoto para uma conversa. Naquele dia ele assistiu o choro da mãe e levou uma surra do pai.

 

Naturalmente o sermão carregado de preconceitos e os tapas não tiraram o jovem usuário do "mau caminho". O tempo passou, ele continuou fumando, e até o momento não encontrou o espaço desejado para apresentar seu ponto de vista sobre a maconha. Neste lar, a barreira do preconceito impede o início de qualquer diálogo.

 

O amigo leitor conta que começou "estudar" sobre a maconha ainda na infância, e leu muita coisa antes do primeiro trago no fumo proibido. Praticante de MMA, ele pretende fumar até a profissionalização, já que a erva ainda é classificada como doping.

 

"O conservadorismo da minha família impede qualquer conversa. Mas o curioso desta história é que meu pai não tem vergonha de admitir que fuma cigarro desde os 11 anos e começou a beber com 13."


Envie seu relato para o CaosInCasa: redacao@hempadao.com

6 comentários:

  1. "O conservadorismo da minha família impede qualquer conversa. Mas o curioso desta história é que meu pai não tem vergonha de admitir que fuma cigarro desde os 11 anos e começou a beber com 13." É a realidade hipocrita que nos cerca!!!

    ResponderExcluir
  2. hipocritas é foda !!!

    ResponderExcluir
  3. junior "bandido silva" silva25 de setembro de 2012 00:16

    obg por publicarem minha historia.
    naum tenho vergonha de admitir q fumo na frente dos meus amigose alguns familiares. vou plantar ainda se der certo. mas espero entrar no hall do MMA profissional em dois anos, então vou apreciar a arte cannabixa por pouco tempo. continuem com esse trabalho.

    se quiserem podem conferir meus videos. td q falei é vdd galera

    PS: bandido, é meu apelido, mas nunca cometi um crime se qr, recebi esse apelido, pelo meu jeito de falar, e tive q mudar ele pra "ficar apresentavel ao publico",mais uma hipocrizia do mundo.

    ResponderExcluir
  4. Bixo... é isso ai mesmo... Realiza teu sonho, vai ser lutador profissa mesmo, seja o q quizer ser p realmente mostrar p todos esses preconceituosos, caretas e proibicionistas q maconheiro pode e pode muito!!!! Q a maconha realmente n interfere no curso e sucesso da vida de ninguém, mas o próprio proibicionismo, conservadorismo, preconceito e o controle mental de qm qr deixar a erva proibida.
    Q qndo vc se tornar um lutador foda mesmo e der aquela escapadinha de fumar (por causa do "dopping" imposto), vc fala de peito cheio q: "cheguei onde cheguei por meu esforço e a maconha n atrapalhou nem ajudou eu chegar aq."

    ResponderExcluir
  5. Se seus pais fossem conservadores, eles não iam deixar você ser lutador de MMA...


    ResponderExcluir
  6. junior "bandido" silva25 de setembro de 2012 14:32

    td emprego é digno, eles afirmam isso.

    mas fumar maconha?? isso é coisa de gente q "naum ligou pro q os pais ensinaram" ¬¬.

    a unica parte ruim da cannabis é q ela ainda é considerada doping kkk, fora isso ela é perfeita

    ResponderExcluir