sexta-feira, 27 de maio de 2011

[Ed.#117] ObsERVAções: Registros do Front das Marchas da Maconha!

Galera,

 

Esta semana foi muito intensa. A repressão à Marcha da Maconha de São Paulo foi um verdadeiro atentado à democracia brasileira. Mesmo transformando nossa manifestação em um ato pela liberdade de expressão fomos violentamente atacados pela Polícia Militar. Vejam minhas obsERVAções no calor da batalha:

 

 

No dia seguinte, em Jundiaí uma delegada de polícia levou até nós uma ordem judicial proibindo a Marcha da Maconha. Conseguimos marchar pela liberdade de expressão sem sofrermos agressões porque aceitamos a ordem de caminharmos pelas calçadas. Fomos ameaçados claramente de que usariam bombas, balas de borracha e cassetetes se atrapalhássemos o trânsito. A galera até inventou uma nova palavra de ordem "Calçada! Se não é borrachada!".

 

 

As alegrias da semana foram os debates sobre a legalização da maconha nas Semanas de Ciências Sociais da UFSCAR, na quinta, e da UERJ na sexta, ambas organizadas pelos respectivos Centros Acadêmicos. E o meu aniversário dia 25. Agora tenho 37 anos.

13 comentários:

  1. 1

    Parece que...de novo, né.

    Ora nessa calma...

    Proposital ou não, pode haver alguém interessado em que façamos merda...

    Pelo amor de Deus, eu suplico: calma.

    Não daremos motivos.

    E fascistas não passarão porque somos gladiadores da palavra.

    ResponderExcluir
  2. É claro que o juiz está errado, pois pedir mudança de uma lei não é apologia a nada, nem aqui nem na conchinchina.

    Não há incentivo a uso de entorpecentes.

    Pede-se tão somente que cidadãos honestos trabalhadores que pagam impostos possam utilizar maconha em paz.

    Ainda não tem opção pra desenhar aqui no Hempadão, se não eu rabiscava pra ver se fica claro de uma vez.

    ResponderExcluir
  3. Aqueles que usam estão pedindo pra usar e não incentivando outros a usar.

    É claro que não é caso de polícia e todos sabem disso, mas a hipocrisia, a cara-de-pau se faz necessária para retardar os estudos, pois se reprimido já há fortes indícios de cura de alguns tipos de câncer, os conservadores querem adiar o mico que será essa comprovação exposta a seus olhos.

    ResponderExcluir
  4. Agora eles colaboraram para que a galera que não sabia da Marcha da Liberdade ficar sabendo.

    Tá no G1.

    ResponderExcluir
  5. Tanto auê por uma causa de 1% da população da Terra interessada numa planta.

    ResponderExcluir
  6. Suricate_Vinicius28 de maio de 2011 01:48

    po mano, e 37 eh meu numero favorito
    q engracado!
    rs

    e quero ver oq vai dar amanha a marcha de SP!
    good vibes aqui de Vitoria-ES
    onde um juiz ajuizado nos autorizou de marchar em paz... e foi lindo!

    abraco!

    ResponderExcluir
  7. Infelizmente esse tipo de repressão da policia serve exatamente para reprimir a imagens dos ativistas!

    ResponderExcluir
  8. "A repressão à Marcha da Maconha de São Paulo foi um verdadeiro atentado à democracia brasileira."

    Não foi, não! As instituições democráticas existem tanto para promover a liberdade e os demais direitos, quanto para punir os crimes e demover os que por eles forem inspirados.A Leis incriminadoras em geral, assim como a Declaração dos Direitos Humanos, são uma instituição democrática! E a polícia é um mecanismo utilizado pelo Estado, que objetiva zelar pela ordem social, não na teoria, mas, sim, na prática.

    O que se viu, na verdade, foi um vilipêndio, por parte dos maconheiros, a um mandato judicial que visava, justamente, proibir uma prática criminosa: a apologia ao consumo e às drogas em geral.

    Ora, qual o papel da polícia, mesmo? Se vossas memórias encurtadas pela "erva" conseguem se lembrar, é o de zelar pela ordem social, como já afirmei anteriormente. Então, se um bando de baderneiros resolvem simplesmente ignorar uma ordem emanada de um poder judicial, entra a polícia em campo para impor, novamente, a ordem a qual os maconheiros imaginaram ser superiores.

    Vejam bem, se tivessem "marchado" em nome da "Liberdade de expressão", como propuseram, tudo bem! Estariam no exercício de um de seus direitos basilares.

    Mas, provavelmente pela memória curta, resolveram propalar os "benefícios" e fazer propaganda do tal produto, a polícia fez muito bem em, com o máximo literalismo da palavra, descer o porrete nos viciados.

    Destarte, não houve sequer arranhão à democracia. Pelo contrário! A "democracia foi feita", isto é, a JUSTIÇA foi feita.
    Essa história de "atentado à democracia" é velha técnica, que consiste em usar do apelo objetivo a conceitos abstratos e genéricos, bastante comum tanto nos maconheiros, quanto nos propaladores da esquerdopatia marxista. Vai saber o porquê...

    ResponderExcluir
  9. RENATO CINCO! parabéns, vc é o cara.. estou contigo até o fim..

    ResponderExcluir
  10. ESSE VIDEO É DO DIA 21????
    PO, PORQUE SÓ LANÇARAM ELE DIA 27???
    SÓLTA A NOTICIA AÍ GALERA.
    NOTICIA DO DIA 21 SÓ DIA 27????
    SEIS DIAS DEPOIS?
    QUE VANTAGEM TEM NISSO?
    AGUARDO RESPOSTA.

    ResponderExcluir
  11. ATENTADO A DEMOCRACIA!
    LIBERTEM OS MACONHEIROS OU PRENDAM OS ALCOLATRAS!

    ResponderExcluir
  12. Anônimo, minha coluna é sempre às sextas, por isso só pude escrever sobre a Marcha do dia 21 na sexta seguinte que foi dia 28.

    Porém, entre a Marcha e a minha coluna o Hempadão publicou várias notícias sobre a Marcha do dia 21. Inclusive o Hempadão enviou notícias no próprio dia 21.

    Aliás, o objetivo da minha coluna é expor minhas observações sobre a semana anterior, sobre as coisas que aconteceram na luta pela legalização.

    ResponderExcluir
  13. valeu cinco!
    desculpa os modos, é que a gente fica querendo estar atualizado.
    o video tinha sido postado já entao.
    valeu,

    ResponderExcluir