segunda-feira, 6 de junho de 2011

Reportagem completa de FHC sobre o documentário "Quebrando o Tabu"!

Na semana passada o Fantástico passou uma matéria de 8 minutos sobre o filme Quebrando o Tabu, protagonizado por Fernando Henrique Cardoso em sua cruzada para de fato modificar a opinião vigente. Mas a reportagem completa tem mais de 20 minutos e foi exibida na Globo News. Nossos olhos ávidos por informação não poderiam ficar sem esse vídeo, que conta excelente entrevista do jovem diretor Fernando Grostein. Play:

 

14 comentários:

  1. isso mudara embreve !

    ResponderExcluir
  2. Acho que o médico Ronaldo Laranjeira argumentou bem favorável à maconha sem querer.

    Pensa bem, se somente 10% de adolescentes abaixo de quinze anos, corpos e mentes em formação, terão um quadro psicótico, segundo ele, devido à maconha. Não vou nem entrar no mérito que parte desses que desenvolveram têm em casa outras situações muito mais entorpecentes, digamos assim, como por exemplo, pai bêbado que espanca mãe etc

    Mas admitindo como verdade a relação de causa e efeito que o profissional explana, em outras palavras, sem querer, ele diz que 90% de adolescentes abaixo de 15 anos toleram a maconha. Maconha, segundo ele, só faz cosquinha em 90% de organismos e mentes mais vulneráveis.

    Eita, doutor, que 'droga' leve, hein?! Ué, o senhor mesmo que disse.

    Doutor, ninguém que quer legalizar levanta bandeira sobre comercial de maconha pra crianças. Além do mais.

    ResponderExcluir
  3. Se 1 em cada 10 adolescentes de até 15 anos desenvolve o que o médico chama de quadro psicótico (pra mim o planeta inteiro é um verdadeiro quadro psicótico...Um mundo onde a indústria bélica é a mais próspera, pra mim, é um mundo que precisa ser internado urgentemente), então dentre adultos, pode-se concluir que menos de um usuário em cada dez desenvolverá tal patologia.

    "Tem uma pá de otário, eles não prestam atenção, chiram maizena adoidado, depois diz que tá doidão" (Bezerra da Silva)

    Médicos milionários precisam que as pessoas acreditem que estão doentes.

    ResponderExcluir
  4. posso ta errado, mas acho q a risadinha do nosso ministro da saúde entregou sua real posição sobre o assunto AHUhUAHauHAUHAUHAUH

    ResponderExcluir
  5. a globo só falou desse filme não por causa do FHC, e sim pq o diretor do filme é meio irmão do luciano huck

    ResponderExcluir
  6. ALI ÁLI!
    O FHC está do lado certo. E isto é louvável! Cadê o resto dos 'políticos' brasileiros? Faturando a maior grana em Brasília e o usuário que se exploda?

    ResponderExcluir
  7. Grande sacada a do escritor João Ubaldo Ribeiro. Dá pra enxergar claramente nas entrelinhas qual o verdadeiro empenho e interesse daqueles que deveriam defender a Ordem e o Progresso no Brasil, de forma a garantir a distribuição de Justiça para todos os brasileiros. Mas não é bem isso o que acontece. Veja o que é Brasília, na crônica do Ubaldo:
    “Soberania é o direito de fazer qualquer coisa sem dar satisfação a ninguém. E quem é que aqui tem o direito de fazer o que quiser, sem dar satisfação a ninguém, é o povo? Claro que não. É, por exemplo, o deputado, que se cobre de todos os tipos de privilégios e mordomias, se trata melhor do que o coronel Lindauro tratava as mucamas e, quando alguém reclama, ele manda esse alguém se catar, isso quando dá ousadia de responder, porque geralmente não dá. Todos eles fazem o que querem e não têm que prestar contas, a não ser lá entre eles mesmos, para ver se algum não está levando mais do que outro, nisso eles são muito conscienciosos. Fiz que nem Marx, botei a história de cabeça para baixo. Não foi o rei Luís XIV que disse que o Estado era ele? Pois aqui não, aqui o Estado é o governo, é grana demais para um rei só, tem que dar para todos os governantes, cada um com seu quinhão. O Estado são eles e é deles, tem que meter isso na cabeça e parar de pensar besteira. Antes de qualquer postura abestalhada, vamos encarar a realidade objetivamente, não tem nada de povo, povo não é nada, tem mais é que botar o povo pra comprar bagulho sem entrada e sem juros e cuidar do que interessa ao País.
    - E o que é que interessa ao País?
    - Ô inteligência rara, o que interessa ao País é o que interessa a eles. Que todos eles continuem se locupletando numa boa, não tem nada que mexer em time que está ganhando.”
    Por isso, o caminho brasileiro é idêntico ao caminho argentino: o Supremo Tribunal Federal, por questão de Justiça. Infelizmente, não é o comprometidíssimo parlamento brasileiro, como se leu no texto do escritor Ubaldo Ribeiro.

    ResponderExcluir
  8. Não sei da onde tiraram que só 5% dos fumantes são adultos... aqui no hempadão quase todos são adultos nas marchas se ver mais adultos.

    ResponderExcluir
  9. Suricate_Vinicius6 de junho de 2011 23:02

    pô, essa reportagem foi muito melhor que a do Fantástico...

    enfim, até 2014 certamente estará muito melhor as coisas pro nosso lado.

    paz!

    ResponderExcluir
  10. Suricate_Vinicius6 de junho de 2011 23:04

    Fala fcofap, rapaz... o que disse na reportagem é que, dos adultos, 5% são usuários de maconha.
    E não que dos usuários de maconha 5% são adultos.

    Pode crê?!

    ResponderExcluir
  11. totalmente entusiasmado com o avanço que isso tudo representa. mas ainda há um segundo passo pro futuro! O Ronaldo "Laranja"eira começa condenando a maconha e passa a falar do crack, generalizando tudo. Se cada droga é distinta, por que não abordar cada uma de um jeito diferente? Só assim para colocarem um fim no preconceito contra o usuário de maconha, que é visto como escória da sociedade por muitos. E o Dr. Carlini mandou muito bem! Pra encerrar, quero receber maconha do governo, mas não quero precisar me tratar como se estivesse doente e ter que explicar para as pessoas que faço tratamento por uso de maconha ! Mas tudo isso fica pra depois que descriminalizarem, que continuemos no rumo.

    ResponderExcluir
  12. Será que logo teremos um plebiscito ou referendo pra votar? Até lá a população precisa estar mto bem informada!!!

    As marchas, esses documentários, a nossa voz... tudo isso traz um incômodo TREMENDO pra sociedade. Maconha ainda é mto associada às demais drogas, que por sua vez são associadas à criminalidade, que por sua vez já destruíram milhões de famílias... (será q se o álcool fosse ilícito teria destruído menos famílias? Hum!!)

    O lance é divulgar mesmo. INCOMODAR PRA VALER. Nenhuma grande mudança acontece sem incômodo. Vamos nos incomodar em ter de FALAR, e os outros se incomodarão por terem de nos OUVIR.

    AVANTE!!!

    ResponderExcluir
  13. posso ta errado, mas acho q a risadinha do nosso ministro da saúde entregou sua real posição sobre o assunto AHUhUAHauHAUHAUHAUH

    [2]

    ResponderExcluir
  14. A POPULAÇÃO JAMAIS ESTARÁ 'BEM INFORMADA'! É UMA FALÁCIA PLANTADA PELOS NEONAZIPROIBICIOPATAS! É KÁ Ô, MIGUELAÇO! O ÚNICO CAMINHO É O STF! PAPO GORDO! 100xanse.

    ResponderExcluir