sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Quatro e Vinte Versos [PotPoets 132#]

por Baco Paez

 

cultura de vislumbre

e eterno requinte

sociologia neurociência

e um horário: 4e20.

 

quatro toras vinte mentes

quarentena pros doentes

vem da onda o efeito sente

feito lá onde se entende

 

história da molecada

que matava aula

ou saia cedo

pra viajar mais tarde

 

 

quatro e vinte, pós class

de classe no blunt na gringa

virou moda e símbolo

em qualquer canto, aponta

 

a ponta com que não brigo

cemitério etéreo vira beque

às quatro e aguarda a hora

agora.

 

quatro e vinte em qualquer lugar

do planeta mesmo que não seja

4e20 em lugar nenhum

aceso o acesso pra fumar um

 

ouvi um zum zum zum

houve uma confusão

só que resistiu-se a cultura

e ainda vaga a lembrança

 

fora militância pra fazer viver

cada conto ou canto desse sofrer

entre grades e tapas na cara

quatro e vinte: hei de acender

 

surto cólera de proibições

nada amassa a cultura da massa

cresce ascende puxa e passa

sem esquecer as obrigações

 

sequelo mas não amarelo nunca

pé de chinelo, pulmão de chileno

americano nato, rato, louco atrás do mato

um ponteiro em cima do outro

 

deu a hora.

vou agora.

dar um dois.

já são – 4:20.

8 comentários:

  1. é isso aí zica 4e20

    ResponderExcluir
  2. "a ponta com que não brigo

    cemitério etéreo vira beque"

    genial

    ResponderExcluir
  3. Pena que só sexta que vem para fazer esta bela poesia se tornar verdade as 4e20...

    Paulo
    CANNAPS

    ResponderExcluir
  4. Viajei nas boas palavras
    Que lembranças juvenis
    Quase infantis
    Da época do colégio
    Lá no Alvorada
    Onde o sol sempre batia
    E batia forte
    Igualmente a larica
    Que a molecada devorava
    Sem ter pena, nem receios
    Era só comer e aproveitar
    Crustáceos variados
    De fontes infinitas
    Ah, tempos idos de 90
    Passou, mas ficou na cabeça
    Dos que já a tinham feito.

    Brasiliense nordestino.

    ResponderExcluir
  5. http://www1.folha.uol.com.br/colunas/leoncakoff/971838-liberar-ou-nao-a-maconha.shtml

    Muito interessante essa materia da folha de Saõ Paulo, vale deixar um comentario.

    ResponderExcluir
  6. Deus salve a erva sagrada

    ResponderExcluir