sábado, 4 de fevereiro de 2012

Um Pipe de Salvia engana o Crack – Han?! [Adão e Erva 152#]

A história que vou contar hoje é incomum, mas as vezes a oportunidade do completo imprevisível bate na sua porta e… se você não pensar muito rápido, pode perder a oportunidade de excelentes gargalhadas. O que tinha tudo para ser um dia normal na vida de Adão, maconheiro doidão fã incondicional da Erva, ficou diferente quando um amigo apareceu e convidou para um trago diferente, mas enteógena.

 

O local, típico da carburação, também era conhecido por alguns dependentes do crack. E quando os dois camaradas se esconderam na casinha pra fumar no pipe, um usuário morador de rua veio perguntar: posso dar uma bola? É crack? Eles disseram que sim. Mas salve-se quem puder, era salvia.

 

 

Tudo bem que era 10x, mas a cena foi hilária. O puxão forte característico do vício pra lá de excessivo. E uma solene aspas: "esse crack é fraco", enquanto no olho o tuim. Ambos percebem a onda e um ainda zomba: "sua boca está caindo". Ele tenta segurar, procura não deixar a boca cair na tentativa de capturá-la no ar e, sem sucesso, toca o chão com as mãos em busca de sua própria boca.

 

Quando levanta, enverga. Até encontrar parede lisa que o escore. E vai descendo até achar um banco que o ampare. E não demora muito o pouso à normalidade. Convencido de que havia viajado muito além do mais que a famigerada pedra, o crackudo cobaia confessou que a aquilo era muito melhor que crack. Perguntou o que era. Levou embora o saquinho vazio do produto.

 

Tudo isso é verdade, ao menos literariamente, nesse espaço de cunho crônico onde Adão destila seu pensar. Agora vamos imaginar… imagine se o usuário de crack consegue largar seu vício através de usos de substâncias enteógenas como maconha ou sálvia. Não funcionaria melhor que porrada?

 

Alguns vão dizer que Adão não devia contar essa história. Que há risco da Salvia ser proibida. Ora, na cabeça do crackudo talvez seja o oposto. Ele deve estar torcendo pela proibição, assim encontrará 10, 20, 30, 40x tudo em qualquer banca do tráfico de drogas. Para que isso não aconteça, é preciso não esconder, mas mostrar. Mostrar o quanto a proibição é obscura e burra.

 

Na substituição da pedra pela planta, quem venceu foi a planta. Inegável não refletir sobre o poder de nossas ações sobre a terra. O que é o crack senão produto da repressão e consequente industrialização da droga? O que é a Salvia se não um concentrado de planta de poder? Adão é um cidadão que nunca tinha experimentado nenhuma das duas. No pipe, só a natural. A outra? Bem… a outra quem dá a lição é a Rita Russo:

 

14 comentários:

  1. na onda do boldin do mandela

    ResponderExcluir
  2. hahahahaha eu tmb to....

    ResponderExcluir
  3. que tipo de escultura a doida faz? podia mostrar aí né.

    ResponderExcluir
  4. ondi eu consigo salvia alguem me da uma luz?

    ResponderExcluir
  5. o mano loja inspira se e natureza divina

    ResponderExcluir
  6. não ashei mais no inspira
    alguem sabe um site que vende ?

    ResponderExcluir
  7. DavidSmooke@hotmail.com4 de fevereiro de 2012 13:40

    Natureza Divina e muito bom .. e da tudo certo mano .. pode confia e faser suas compra lah (;

    ResponderExcluir
  8. Porra, procura no google maluco. E não rola ficar fazendo propaganda nos comments, tem um monte de banner aí no site já. Quem não sabe se virar nem sentado parado em frente ao computador não merece nem resposta fácil.

    ResponderExcluir
  9. SE OS CRAKUDO DESCOBRIR A SÁLVIA FUDEU,VAI ACABAR O ESTOQUE HAHAH

    ResponderExcluir
  10. Tá louco? Fumar um enteógeno não é pra qualquer momento e local, fumar entre dependentes de crack não é um local recomendando...

    ResponderExcluir
  11. Não é que não devia contar essa história. Mas não devia dar algo tão forte prum cara em situação tão vulnerável quanto um dependente em crack. Esse tipo de terapia é muito complexo. E realmente, fumar salvia em antro de crack brother. Tá caçando bad trip.

    ResponderExcluir
  12. MUITO RESPEITO COM A SÁLVIA!!

    Se for usar, ese em um lugar tranquilo e de preferência acompanhando de alguém de confiança.

    MUITO RESPEITO COM A SÁLVIA!!

    ResponderExcluir
  13. idolatria fanatismo com a planta é tao escroto quanto o fanatismo religioso

    ResponderExcluir
  14. só digo isso natureza divina nao chegou e concordo muito respeito com o uso da salvia

    ResponderExcluir