segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Os Metabolitos Perenes do THC – 30 dias com Maconha no Organismo?! [OnJack Ed. 194#]

Postagens anteriores aqui!

 

O Boato: Os metabolitos conservam-se no nosso sistema durante 30 dias.

 

O governo afirmou também que, dado que os "metabolitos do THC" se conservam nas células gordas do corpo até 30 dias após a ingestão deste composto, é muito perigoso fumar mesmo um único charro; insinuando ser inimaginável o efeito que estes metabolitos do THC po­derão ter sobre a raça humana a longo prazo, e outra conversa dupla pseudo-científica (p. e., o uso de frases como "po­diam" "significassem hipoteticamente" "possivelmente", "talvez", etc.)*

*"Pode, poderia, talvez e possivelmente não são conclusões científicas". Dr. Fred Oerther, Setembro de 1986.

 

Os Fatos: Os próprios peritos do gover­no dizem que os metabolitos são um resíduo não-tóxico e inofensivo.

Entrevistámos três médicos de repu­tação nacional que trabalham atualmente, ou já o fizeram, para o governo dos EUA em investigação sobre marijuana:

 

. O dr. Thomas Ungerlieder, da UCLA, nomeado em 1969 por Richard Nixon para o Comitê Presidencial Seleto sobre a Marijuana, reconduzido por Ford, Car­ter e Reagan, e atualmente responsável pelo "Programa de Marijuana Médica" da Califórnia.

 

. O dr. Donald Tashkin, da UCLA, que nos últimos catorze anos foi o principal investigador mundial sobre a influência da marijuana nas funções pulmonares; e

 

. O dr. Tod Mikuriya, diretor nacional dos programas de investigação sobre marijuana que o governo americano conduziu no final dos anos 60, e responsável pelo financiamento destes.

 

Segundo estes médicos, os ingredien­tes ativos do THC são consumidos na primeira ou segunda passagem pelo fíga­do. Então, de forma perfeitamente nor­mal, os restantes metabolitos do THC agarram-se aos depósitos de gordura com vista à sua posterior eliminação pelo corpo, o que constitui um processo segu­ro e perfeitamente natural.

 

Muitos produtos químicos provenien­tes de alimentos, vegetais e remédios agem constantemente desta forma no nosso corpo. Na sua maioria são inofen­sivos, e a toxicidade potencial* dos me­tabolitos do THC no nosso corpo é me­nor do que virtualmente quaisquer ou­tros resíduos metabólicos conhecidos.

*O governo dos EUA sabe desde 1946 que a dose oral de cannabis necessária para matar um rato é cerca de 40.000 vezes superior à dose necessária para produzir sintomas de intoxicação típicos. (Mikuriya, Tod, The Marijuana Medical Papers, 1986; Lowe, Journal of Pharmacological and Experi­mental Therapeutics, Outubro de 1946.)

 

Os metabolitos residuais do THC pre­sentes no corpo podem ser comparados à cinza de um cigarro: são o resíduo iner­te deixado na sequência da metabolização dos cannabinóides ativos pelo cor­po. São estes metabolitos inertes que as análises urinárias revelam quando são usadas para licenciar militares, operários ou atletas por terem usado cannabis, ou estado na sua presença, nos 30 dias ante­riores.

 

O OnJack publica, semanalmente, trechos da tradução do livro de Jack Herer, The Emperor Wears no Clothes.

7 comentários:

  1. só conhecia os metabolinhos.

    ResponderExcluir
  2. acredito que a maconha cause dano permanente ao organismo, visto que qualquer consumo é memorizado pelas proteínas e armazenado na cadeia genética.
    acredito também que o morango cause dano permanente ao organismo.
    acredito também que a manga, o pêssego, o pão, o refrigerante, a graviola, a tapioca, o reggae, o rock n'roll, o carro usado, o estresse do trabalho, a noite mal dormida, a queimadura de terceiro grau, a queimadura de um quarto de grau..
    qualquer coisa causa altera permanentemente o organismo, é só que ninguém morreu por fumar a porra da erva ainda.

    ResponderExcluir
  3. completando o raciocinio acima,até o ar que respiramos em certos lugares fazem mau ao organismo,vai todo mundo se abraça ow,deixa eu fumar o meu em paz!

    SC da MASSA.
    by bec no momento.

    ResponderExcluir
  4. completando o raciocinio acima,até o ar que respiramos em certos lugares fazem mau ao organismo,vai todo mundo se abraça ow,deixa eu fumar o meu em paz!

    SC da MASSA.
    by bec no momento.

    ResponderExcluir
  5. kkkk...minha mulher tambem faz mal à minha mente e a bomba do governo não proíbe ela de encher a minha cabeça e me deixar de saco cheio...pô assim não dá.
    P.S: Ah, e tem minha sogra tambem que é uma droga e altera o estado emocional do meu cerebro apenas ao falar, o efeito é imediato...kkkkk

    ResponderExcluir
  6. mais uma pra nois Galera!! Vamos assinar!!

    link:
    http://euassino.com.br/descriminalize/


    Mais de 7 milhões de brasileiros consomem maconha ilegal em nosso país e isso representa muito dinheiro sujo que vai para mão de traficantes. Além disso, o usuário que é pego com pequena quantidade de drogas no Brasil não pode ir preso mas terá sua ficha suja. Porém, a lei não define a quantidade de droga que diferencia usuário ou traficante, cabendo ou ao policial ou ao juiz a tipificação.
    Seis países – Espanha, Itália, Portugal, Argentina, República Tcheca e México – não mais criminalizam a posse de drogas para consumo pessoal e construíram alternativas à prisão de usuários. No nosso país, está em discussão desde 2009 um projeto do deputado Paulo Ferreira (PT) que pretende reformar a Lei Antidrogas.
    Este abaixo assinado tem o intuito de demonstrar a força que temos para viabilizar esta causa. Ao coletarmos as assinaturas, vamos entregar para o deputado para intensificar o debate.

    ResponderExcluir
  7. Uma erva usada a milênios não faz mal pra ninguém não. Não compre ! Plante sua Ganjah

    ResponderExcluir