terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Quais as melhores lâmpadas para o cultivo? [Cultivo Vital #151]

por Sergio Vidal

 

Essa semana a dúvida é sobre se as lâmpadas de LED são boas para o cultivo: “Olá Galera do Hempada, parabéns pelo site e pela luta por nossa erva, parabéns também a você Sergio seu livro está muito bom e esse coluna ótima.

 

Minha pergunta e a respeito de iluminação por led. É possível realizar todo o ciclo da planta apenas com iluminação por led? São mias eficientes? Existem Lâmpadas diferentes para o período vegetativo e  o pra floração? Procurei nas lojas do Brasil e não consegui encontrar você poderia indicar algum site que venda essas lâmpadas, acredito que por não se tratar de nenhum produto ilegal não devo ter problemas para trazê-lo de fora.

Muito obrigado,

Bruno.”

 

Primeiro é importante dizer que a cannabis é uma planta que gosta de bastante luz. No entanto, algumas variedades tendem a precisar de mais luz do que outras para manter-se saudavéis. Em geral, quanto mais sativa for uma linhagem, maior será sua necessidade de luz. Já plantas indica podem crescer bem com quantidades bem menores de energia luminosa.

 

 

Nas década de 1960 e 1970, quando as pessoas começaram a cultivar cannabis usando lâmpadas fluorescentes, elas vegetavam e floriam as plantas usando as mesmas lâmpadas. Hoje em dia sabemos que não apenas a quantidade de luz diária (fotoperíodo), conforme já foi explicado AQUI e AQUI, mas também a faixa de cor da luz emitida pelas lâmpadas, podem influenciar na formação das flores. Enquanto o fotoperíodo é responsável pelo inicio do processo de floração, a faixa de cor é responsável pelo tipo de energia luminosa absorvido pela planta.

 

image025Não tenho informações suficientes para explicar porque, mas os cultivadores utilizam lâmpadas de faixa de cor mais próximas do branco (entre 4.500K e 6.500 K), enquanto para a floração utilizam lâmpadas que emitam cores próximo do laranja/vermelho (aprox. 2.500K). Para o período vegetativo é possível usar lâmpadas fluorescentes brancas, do tipo (Day Light), ou lâmpadas de vapor metálico (HQI). Já para a floração é indicado usar lâmpadas do fluorescentes amarelas do tipo (Warm White), ou lâmpadas de vapor de sódio (HPS). Mas, como a experiência das décadas de 60/70 já demontram, com carinho, cuidado e paciência, dá pra vegetar e florir com lâmpadas fluorescentes brancas, ou com quase qualquer tipo de lâmpadas. Lâmpadas halógenas ou incandescentes jamais devem ser usadas pois produzem uma quantidade absurda de calor e quase nenhuma energia luminosa aproveitável pelas plantas. Sobre as lâmpadas LED, existem ainda bastante controvérsias se são melhores ou piores do que outras lâmpadas usadas em cultivo, mas o fato é que elas funcionam. Autores como Jorge Cervantes já criticaram o uso de lâmpadas LED, já outros, como Ed Rosenthal, falam muito bem desse tipo de fonte de energia luminosa. Pelo que se sabe dá pra cultivar sim com LED e tirar belas flores. Se é melhor, pior, ou igual, só a experiência de cada um poderá dizer. As lâmpadas LED ainda são bastante caras, especialmente as desenvolvidas para o cultivo, mas gastam muito menor energia elétrica e podem concentrar muito mais luz num espaço menor por produzem quantidade de calor muito pequena.

 

tipos-de-lampadaPara explicar melhor o que são esses detalhes sobre a energia luminosa, vou copiar aqui um trecho do livro Cannabis Medicinal Introdução ao Cultivo Indoor (http://cultivomedicinal.com.br), capítulo “Luz, Lâmpadas e Fotoperíodo”, págs 90 e 91.

 

“A luz é uma onda eletromagnética. Podemos entender melhor o que isso significa se pensarmos nela como um fluxo contínuo de minúsculas partículas de energia, chamadas fótons. A planta utiliza essas partículas de energia durante a fotossíntese. Nesse processo ela transforma o dióxido de carbono, que respirou pelas folhas, e os minerais, que absorveu pelas raízes, em compostos orgânicos, especialmente hidratos de carbono (glicose), que mais tarde irão alimentá-la. Como resíduo desse processo, ela também produz oxigênio, que é liberado no ambiente.

 

O termo síntese, vem do grego antigo e significa “ação conjunta, união”. Literalmente, a fotossíntese é, portanto, o processo através do qual a energia da luz (fótons), atua em conjunto com o CO2 e os minerais, para formar compostos orgânicos ricos em energia aproveitável pela planta. A absorção de luz pelas folhas é o elo que completa o funcionamento do seu sistema de produção e aproveita mento de energia.

 

A luz é formada por ondas de diferentes compri-mentos. Cada comprimento corresponde à uma luz de cor específica. Cada cor estimula um tipo de crescimento na planta. A cor que nós enxergamos é uma reação natural das ondas da luz com as moléculas dos objetos que ela atinge. Quando um objeto é tocado pela luz, absorve algumas ondas e reflete outras. As ondas que ele reflete são as que nós enxergamos.

 

Nós enxergamos nos objetos, portanto, exatamente a cor que eles não absorvem. Por exemplo, uma cadeira é vermelha para os nossos olhos porque ela absorve as ondas de todas as cores e reflete as vermelhas. As plantas usam energia luminosa de mais cores do que nossos olhos são capazes de captar. As células da planta que absorvem a luz são chamadas clorofilas e são verdes. A clorofila absorve energia de todas as cores e reflete a luz verde, o que faz com que nossos olhos vejam a planta dessa cor. ”

 

 

Espero que essas informações ajudem a galera a decidir que tipo de lâmpada usar na hora de construir sua estufa. Mande suas dúvidas para redacao@hempadao.com

 

Grande abraço e até semana que vem!

Leia outros textos do #CultivoVital

http://hempadao.blogspot.com/search/label/Cultivo%20Vital

13 comentários:

  1. Parabens Sergio Vidal,

    Led sao boas porem o preço ainda é muito salgado e a cultura de usar HPS ainda vai durar um tempo, mas uma horas growers vao começar a usar led.

    No caso aqui no Brasil e interessante pela pouco calor produzido, porem nada que um Cooltube e uma boa ventilaçao na de conta com uma HPS

    parabens vidal e

    RECOMENDO A TODOS O LIVRO DO VIDAL

    ResponderExcluir
  2. Não abro mão de meus LEDs por nada.
    A economia com a luz paga o investimento em poucos meses.

    ResponderExcluir
  3. Vocês leram meus pensamento ... Grande Vidal, estava fazendo uma pesquisa exatamente sobre iluminação e essa matéria ajudou muito ... Obrigado!!!

    ResponderExcluir
  4. Maiores informações para explicar o porque das cores? Esqueceu que no Indoor nos simulamos a natureza? Se olharmos para o céu no verão nos temos o dia mais azulado, no inverno temos o dia mais amarelado, quem controla essas cores é o fotoperíodo...

    ResponderExcluir
  5. Bem por minha experiência,de mais de 3 anos de cultivo,opto pelas lampedas tradicionais,com uma boa ventilação claro e uma boa extração.Os leds já me explicaram o seu funcionamento e dizem que funcionam muito bem tb,mas como já li aqui tb são bem mais caras.Acho que fica mais ao critério de cada um.bons cultivos !!!

    ResponderExcluir
  6. Acho que os paineis de LED comecam a valer a pena se forem potentes, tipo, mais de 350w...
    Os paineis de LED que vendem hj por aí, de 90w, 180w, que PROMETEM rendimento luminoso iguais a 250w, 400w de HPS, respectivamente, é furada... gasto de investimento muito alto e as plantas comprovam que essa eficiente luminosa nao é verdadeira.
    Por outro lado, LED nao tem a radiaçao que as lampadas de desgarca (HQI/HPS) emitem, e tendem a ser, necesse sentido, mais "saudaveis"

    ResponderExcluir
  7. LAMPADA NO CU DA XOQUEEEEE

    ResponderExcluir
  8. O que PRODUZ é:

    HPS de 1000W (ou para maior eficiência, 2 x 600W)
    com lampadas específicas para cada ciclo (vegie e flora)

    Isto que o pessoal profissional usa na California.

    para enraizar clones ou germinar sementes: Florecentes T5.

    OBS: Lampâdas HPS, Metal ou T5 precisam ser trocadas a cada ano ou a cada 10 meses de uso! Elas perdem a potência!

    LED tem a vantagem que nao esquenta tanto quanto as HPS.. mas não produzem nem metade de HPS! Mesmo os LEDs de 5W que formam os sistemas que custam acima entre $700 e $3000. A outra vantagem é que em LED voce nao precisa trocar as lampadas todos os anos, entao o investimento se paga. Mas HPS produz mais!

    ResponderExcluir
  9. dai galera hempadão!!
    gostaria de saber se luz de vapor de mercurio
    pode ser usada para o cultivo em armario,no vegetativo?

    ResponderExcluir
  10. no mercadolivre vende essas lampandas de led um pouco mais cara que as HPS e não precisão de refletor e etc para funfar... a conta de luz nem se fala... vi uns videos no youtube com muitas folhas queimadas... mas vamos ver... semana que vem to comprando dois paineis!

    ResponderExcluir
  11. qualquer lampada serve, o que manda é o cuidado, o zelo, a dedicação. É como aprender a tocar um instrumento musical.

    ResponderExcluir
  12. Quando exatamente devo trocar a lampada?

    ResponderExcluir

  13. Hi, probably our entry may be off topic but anyways, I have been surfing around your blog and it looks very professional. It’s obvious you know your topic and you appear fervent about it. I’m developing a fresh blog plus I’m struggling to make it look good, as well as offer the best quality content. I have learned much at your web site and also I anticipate alot more articles and will be coming back soon. Thanks you.


    As lâmpadas LED

    ResponderExcluir